quarta-feira, maio 20, 2009
TOP 8 - Grandes actores em filmes de merda
A lista que é apresentada a seguir está em conformidade com o artigo 17º (e meio) da lei cá do sítio e foi concebida através de sugestões em catadupa dos diferentes elementos do Take a Break. No final, a (não) ponderação da coisa resultou nesta lista da qual nos orgulhamos. Ainda assim lamentamos a ausência de alguns pesos pesados da lista final, que, de forma (de)meritória, podiam ter chegado até aqui. Pedimos a colaboração dos nossos leitores para fazerem as suas próprias sugestões com o intuito de provocar a discussão histérica e o desabafo pessoal – mantendo-se, claro está, o civismo por que se tem pautado o Take a Break.

De futuro teremos mais listas do género, concebidas com o intuito de aliviar alguma tensão laboral, batendo alegremente no ceguinho. Prometemos que as futuras listas também se irão pautar por mais do mesmo

8# Dennis Hopper em Super Mario Bros
Dennis Hopper é e sempre foi um "junkie com talento". Mas como acontece a todos os junkies, perdeu-se num emaranhado de ideias frenéticas que o levaram, inclusivé, a participar neste Super Mario Bros que, como todos os filmes adaptados de videojogos, prima pela fantasia sem fundamento. Hopper é Koopa, "o lagarto mau", que enfrenta dois "canalizadores bons" que, por sua vez, vão salvar o mundo. Longe vão os tempos de um jornalista frenético em Apocalypse Now, ou de um "easy rider" vagueando pela América... E não me atrevo a dizer mais sob pena de heresia... [Ursdens]

7# Tom Hanks - The Da Vinci Code

Embora a filmografia de Tom Hanks deixe, a espaços, algo a desejar, é impossível esquecer as suas interpretações em filmes como "Saving Private Ryan", "The Green Mile" ou "The Terminal". Adaptação do best-seller de Dan Brown, "The Da Vinci Code" é a celebração da mediocridade pelo medíocre tarefeiro Ron Howard, numa comédia involuntária sem quaisquer noções de storytelling que, apesar de tudo, o livro indicava ter. Resta perguntar o que anda ali Hanks a fazer perdido enquanto Robert Langdon sem alma e inexpressivo? Mais: porquê repetir agora tamanho castigo e crueldade em "Angels and Demons"? [Carlos Pereira]


6# Jeremy Irons em Dungeons & Dragons

Jeremy Irons sempre teve algumas manchas no seu currículo, sendo a mais recente Pink Panther 2. Mas foi no execrável Dungeons & Dragons que desceu mais fundo. Esta adaptação de um dos mais famosos videojogos de roleplaying era tão vazia como pura e simplesmente sem sentido. O mundo da magia nem sempre resulta em fenómenos como Harry Potter e Jeremy Irons nem sempre pode ganhar um Oscar como em Reversal of Fortune. Há escolhas de carreira que nunca vamos perceber... [not_alone]

5# Nicole Kidman em Bewitched

Há filmes assim: mutilam os fãs do universo em que se inserem (e há muito boa gente a achar piada a esta coisa do… bruxedo-pop) e servem de lobotomia feita a canivete, sem anestesia, para todos os incautos que pensam “Vou ver, pode ser que seja bom”. Bewitched é assim. Há um filme em que Nicole Kidman é violada. Foi este – e a sua carreira nunca desabafou sobre o assunto. [P.]

4#Al Pacino em Gigli

Al Pacino, com pérolas como O Padrinho, Scarface, Heat, entre outros, precisavas mesmos de contracenar com o traseiro descomunal da Jenniffer Lopez? O que é que te passou pela cabeça? É que apelidar Gigli de mau é o maior eufemismo da história do cinema recente. Dez minutos de filme e começamos logo a sentir a dor do nó encefálico gigante que o filme nos causa. Dor essa que é quase tão grande como esta mancha na carreira de um actor genial. [P.R]


3 # Robert de Niro em qualquer comédia ou thriller manhoso…

Apesar da inegável versatilidade que se impõe a qualquer grande actor, Robert de Niro parece não encaixar nestas designadas ‘comédias manhosas’. Não descurando o facto de em várias vezes nos fazer rir, no final ficamos sempre com a sensação de “humm…”, soube a pouco. É tudo um pouco insípido, fraco, insuficiente, para quem já conhece a verdadeira dimensão de de Niro. E no entanto, apesar de todos o reconhecermos com um grande actor, foram já várias as vezes que se aliou aos guiões menos felizes: ora pNegritoerfurando as malhas da máfia ao representar o mafioso deprimido e choramingas, ora fazendo de ‘sogro radical’ ou ‘pai galinha’ em situações demasiado previsíveis. [Ana Silva]

2 - Jon Voigt em Anaconda

Há grandes actores e há grandes actores que enfardam um chorudo cheque para fazer de vilão num filme pilantra qualquer. Há filmes horrosamente maus e há filmes que se passam em cenários florestais amazónicos e que envolvem uma fálica e grotesca cobra que por acaso é vítima de uns efeitos especiais manhosos. Uma comédia involuntária e um festim série Z. Eis a fabulosa e inesquecível junção de Jon Voight com "Anaconda". Felizmente que a sua personagem foi engolida por inteiro e não ficou para as já lendárias sequelas... [Duarte]

1 - George Clooney em Batman & Robin

Depois de Tim Burton ter feito de Batman o protagonista de dois belos espécimes cinematográficos, Joel Schumacher deu continuação à saga, substituíndo o mundo gótico de Burton por uma abordagem drag queen. Que o actor que deu corpo a esse Batman vestindo um fato com mamilos salientes e mantendo uma relação bastante suspeita com Robin tenha sido interpretado por George Clooney, um dos mais respeitados entre os seus pares, e desejado pelas mulheres, não deixa de ser curioso. O actor sempre foi reconhecido pelo seu grande sentido de humor e liberalismo político e moral, o que talvez explique muito do filme. E Schwarzenegger também entra, num papel onde está claramente a treinar para governador da Califórnia... ou do planeta Namek. [Paulo]

posted by P.R @ 12:13 da tarde  
17 Comments:
  • At 2:01 da tarde, Blogger P. said…

    Eu fiquei com pena de não me ter lembrado antes da Hillary Swank naquele karate kid 3 ou 4, ou lá o que era.
    É mesmo daquelas ideias estúpidas: "hey, 'bora lá pôr uma miúda para surpreender o pessoal".

     
  • At 5:38 da tarde, Blogger Jackie Brown said…

    lol,excelente post como sempre,com muita ironia especialmente no primeiro lugar.

    mas quero apenas referir que não concordo em relação ao facto de Outra questão de nervos ser um filme de M****.
    de facto,é uma comédia com alguma qualidade e de niro está bem no seu papel.

    P.S.-concordo em relação a meet the parents.

     
  • At 9:22 da tarde, Blogger myristyl said…

    O Jeremy Irons pode figurar novamente com o Eragon, ao qual se junta o Malkovich...

     
  • At 1:30 da manhã, Blogger Gonçalo Mira said…

    O Tom Hanks não é um grande actor.

     
  • At 11:23 da manhã, Blogger P.R said…

    Jackie Brown: obrigado :) Em relação a Outra questão de nervos, a intenção não foi destacar um ou outro filme mas sim realçar as péssimas escolhas de filmes do De Niro. Acho que ambos concordamos que ele vale muito mais do que tem vindo a demonstrar nos últimos anos :P

    myristyl: não vi o Eragon mas parece ter todo o potencial para figurar no top :P

    Gonçalo Mira: O Tom Hanks? Não concordo. Para mim é dos sujeitos mais talentosos do cinema americano dos últimos 25 anos. Mas são opiniões :)

    Obrigado aos 3 pela visita e pelos comentários.

     
  • At 1:04 da tarde, Anonymous Mr.Firewall said…

    Falta ai "Battlefield Earth: A Saga of the Year 3000" com o John Travolta.

     
  • At 1:08 da tarde, Blogger whizz said…

    o que há mais são filmes de merda... lol
    mas encontrar grandes actores em filmes de merda, não é tarefa tão fácil quanto parece.
    assim de repente, não me lembro de nenhum.
    no entanto, gostava de deixar aqui o repto para fazerem o inverso - grandes filmes com actores de merda.

    :)

     
  • At 1:15 da tarde, Blogger P.R said…

    Mr.Firewall: acredito que sim, não fosse esse filme um residente habiutal nas listas de piores filmes de sempre :) No entanto, só escolhemos filmes que tenhamos visto... Penso que essa seja a razão pela ausência :)

    Whizz - "grandes filmes com actores de merda" parece-me muito bem :) Talvez aceitemos o repto ;)

    Abraço a ambos

     
  • At 4:05 da tarde, Anonymous Micael said…

    Grande post pessoal :)

    Se me permitem gostaria apenas de sugerir "um grande actor num filme de merda": Sean Connery em Zardoz. O gajo passa o filme todo com uma tanga cor-de-laranja! É um filme xunga completamente alucinado! :P

     
  • At 4:16 da tarde, Blogger P.R said…

    Micael: é verdade... o filme é realmente do piorio. Eu votei nele mas o facto de muita pouca gente no blog o ter visto arredou-o do top. Mas deixa lá... quem o viu, nunca se esquecerá de tal desastre eheh :P

     
  • At 6:14 da tarde, Blogger Jackie Brown said…

    Sim,mas apenas pretendia dizer que não acho que Analyze That tenha sido uma escolha má de todo.Não é um Deer Hunter(nem o filme ou o papel),mas é superior a muito do que se vê por aí.
    E além disso,não esuqçer que não é fácil para grandes acoteres do passado,arranjarem papéis bons no presente(assim de repente,o caso de Gene Hackman).

    mas pronto,são opiniões e não quero começar nenhuma discussão.
    Um abraço!

     
  • At 5:49 da manhã, Blogger Vagabundo Social said…

    LooooL Bom tema. O que há mais é disso. Concordo principalmente com o Tom no Da Vinci Code. Eu acrescentaria, por exemplo, Adam Sandler em Não te Metas Com os Zoah

     
  • At 12:33 da tarde, Blogger P.R said…

    Vagabundo: eu até acredito que o Não te metas com o Zoah seja realmente mau, agora que o Adam Sandler seja um grande actor... aí já tenho as minhas dúvidas =)

     
  • At 1:28 da tarde, Blogger aquelabruxa said…

    a minha teoria é que eles têm de cumprir contractos.

     
  • At 1:38 da tarde, Blogger aquelabruxa said…

    contratos, queria eu dizer.

     
  • At 3:17 da tarde, Blogger P.R said…

    aquelabruxa: a questão é que não me parece que qualquer desses actors tenham que assinar contratos. Até porque, e não deixa de ser irónicos, todos os 8 têm oscars lá por casa...

     
  • At 3:28 da tarde, Blogger P. said…

    Para mim este é daqueles casos em que "cada filme tem a sua história". Por exemplo, acho que a Nicole Kidman (Bewitched) e o Al Pacino (Gigli) foram vítimas de complexas conspirações para aceitarem estar no filme. No caso do Batman and Robin - pela proeza ridicula que é-, estou convencido que foram todos drogados durante meses a fio até concluirem "o projecto"

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates