domingo, dezembro 23, 2007
Sweeney Todd – O Terrível Barbeiro de Fleet Street | Teatro Aberto

Em Janeiro está previsto chegar aos cinemas portugueses o novo filme de Tim Burton, Sweeny Todd, inspirado num famoso musical. Pouco tempo antes, temos a oportunidade de apreciar no Teatro Aberto, em Lisboa, uma versão da mesma história.
Sweeney Tood – O Terrível Barbeiro de Fleet Street é apresentado como um thriller musical e é realmente isso que encontramos: uma magnífica produção que comprova que há alternativas às produções Filipe La Féria em matéria de teatro musical. A peça é encenada por João Lourenço, um dos autores da versão portuguesa e também co-responsável pelo desenho de luz. A versão musical está a cargo de João Paulo Santos.

A história de Sweeney Todd é sangrenta e trágica, conjugando humor, violência e paixões. Sweeney, outrora um barbeiro de nome Benjamin Barker, fora pela cobiça de um juiz injustamente condenado às galés. Salvo de um naufrágio por um gentil marinho, regressa a Londres assumindo o nome de Sweeney Todd e retomando a sua antiga actividade profissional, com o acrescento de que os clientes ficavam não só sem barba como com um golpe mortal no pescoço. A lâmina de Sweeney Todd é o seu instrumento de vingança. Mata indiscriminadamente pois julga não ter mais nada por que esperar num mundo que manchou a sua vida com injustiça. Os corpos das vítimas do senhor Todd são aproveitados pela sua senhoria, a senhora Lovett, que com eles faz carne picada para as suas empadas. No entanto, Todd tem um alvo específico a abater: o juiz Turpin, arquitecto da sua desgraça e que pretende casar com Joana, a filha de Todd que o magistrado adoptara após a esposa do barbeiro exilado ter escolhido o caminho do suicídio. Joana enamora-se do marinho salvador de Todd e juntos tentam resgatar Joana das garras do seu predador.

Sweeney Todd – O Terrível Barbeiro de Fleet Street é uma co-produção do Teatro Aberto e do Teatro Nacional D. Maria II. O elenco é composto por dezenas de actores, muitos dos quais formam um coro que vai introduzindo alguns acontecimentos da trama. Todos, coro e protagonistas, apresentam uma óptima capacidade vocal, proporcionando alguns momentos particularmente bons, de que destaco aqueles que Sweeny Todd intervém com a senhora Lovett.
Também a cenografia contribui para o espectáculo, sendo articulados vários elementos de que destaco a estrutura giratória que constitui o edifício da casa / loja / barbearia / forno.
Refira-se ainda a importância do acompanhamento musical, uma vez que existe uma orquestra que musica ao vivo a peça, o que certamente torna a experiência ainda mais poderosa para o espectador.

A peça estará em cena na Sala Azul do Teatro Aberto até ao final de Dezembro. E recomenda-se vivamente uma passagem por lá.
posted by H. @ 7:36 da tarde  
0 Comments:
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates