segunda-feira, junho 11, 2007
Filme do Mês - Maio
Pedindo desculpa, mais uma vez, pelo ligeiro atraso, aqui vão as nossas escolhas deste mês:


Ana Silva Zodiac

"Este mês escolho Zodiac, um filme que essencialmente me fez pensar em bom cinema. Um bom filme, bem conseguido que nos leva numa história real e, diria, perversa. As histórias verídicas têm sempre um sabor diferente, e neste caso poe-nos a pensar não em quem será o assassino mas sim em quem vai conseguir decifrar o enigma e de que forma o fará. Jake Gyllenhaal surge tímido e pequenino, mas termina ousado e decidido, vendo e vencendo com os seus próprios olhos. O seu envolvimento na trama torna, mais uma vez, o seu desempenho marcante, cumprindo as expectativas dos espectadores mais atentos"

H. Zodiac

"Num mês particularmente fraco destaca-se o último filme de David Fincher. "Zodiac", embora não sendo o seu melhor trabalho, é um regresso à boa forma. Um estudo sobre a forma de lidar com o mal contado através da longa busca por um assassino que se torna uma obsessão para um grupo de homens que perdem as suas vidas para não permanecerem na dúvida. Fincher dirige com mestria e os actores têm prestações equilibradíssimas. Um dos regressos do ano."

not_alone Zodiac

"Zodiac não poderia ser de mais ninguém, senão de David Fincher. A destreza a construir um policial devastador como foi Se7en, deu ao realizador a capacidade de se distanciar do mesmo estilo, evitando as previsíveis comparações. Zodiac é uma obra que vale por ela própria, que tem personalidade, é quase um personagem em si mesmo, que move tudo o que nele contém. Um puzzle em constante construção, em que todas as peças parecem encaixar perfeitamente. Desde os actores até aos cenários, a recontrução da época e o intenso sentimento do desconhecido fazem de Zodiac uma das maiores obras estreadas por cá este ano. "

Paulo Nada a destacar

P.R. Zodiac

"Num mês marcado pelos blockbusters das terceiras partes de Spider-Man e Piratas das Caraíbas, escolho um filme mais limitado em termos orçamentais mas incrivelmente mais alargado no que concerne com a qualidade cinematográfica: Zodiac. David Fincher, depois de Seven, consegue mais uma vez revitalizar o genero policial invertindo a lógica actual do twist e do climax final. Esta é uma historia de obsessão que nos invade lentamente mas que nos capta e agarra durante todo o filme. Um filme que vale pela sua coesão e não por um final apoteótico e que tem, desde já, um dos grandes elencos do ano. "
posted by not_alone @ 12:31 da tarde  
2 Comments:
  • At 11:51 da tarde, Blogger Paulo said…

    Entretanto vi o "Zodiac" e, se tivesse ido a tempo, juntava-me àqueles que o aclamaram. E não apenas por estarmos perante uma onda de estreias fracas. "Zodiac" é, por si só, um filme recheado de méritos. Não é perfeito, mas anda lá perto...

     
  • At 2:16 da tarde, Blogger aquelabruxa said…

    eu gostei (também)

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates