quarta-feira, fevereiro 06, 2008
Grandes Momentos | Les Quatre Cents Coups

Sobre o final de Les Quatre Cents Coups (Truffaut, 1959) sempre guardei uma palavra: Liberdade. A fuga do reformatório a culminar com o travelling da praia é a minha definição cinematográfica de liberdade...



posted by H. @ 11:05 da manhã  
4 Comments:
  • At 11:56 da tarde, Blogger Paulo said…

    A minha introdução à nouvelle vague... e ainda hoje o vejo como um dos mais belos filmes do mundo.

     
  • At 9:37 da manhã, Blogger Debbie Harry said…

    Este é o meu filme preferido de L'amour à vingt ans e tem a cena mais cómica do mundo: quando o Antoine Doinel se justifica das faltas à escola com a falsa morte da mãe. Aquela expressão é imbatível:-). No geral o Truffaut toca em pontos que mais nenhum realizador até hoje conseguiu.

     
  • At 9:39 da manhã, Blogger Debbie Harry said…

    Pois, enganei-me. Afinal o Antoine et Colette é que fez parte do ciclo...

     
  • At 12:22 da tarde, Blogger Ursdens said…

    Nem mais... LIBERDADE!

    :)

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates