quarta-feira, maio 28, 2008
Cat Power | Coliseu dos Recreios | 26-05-2008

Chegou com atraso e introduzida por um longo instrumental de abertura. Cantou sobretudo canções do último disco, “Jukebox”, mas a sua voz poderosíssima provou como um álbum menor pode resultar muito melhor ao vivo. Acompanhada pela competente Dirty Delta Blues Band, Cat Power pode não ter dado um concerto insuperável – sentiu-se a falta de outros temas, de outros discos – mas conseguiu maravilhar na mesma. Irrequieta na presença mas forte nas interpretações a terminar em apoteose com Chan Marshall a percorrer as primeiras filhas da assistência e um longo (muito longo mesmo) agradecimento.

(Foto retirada do site da Blitz)
posted by H. @ 1:00 da tarde  
3 Comments:
  • At 11:56 da manhã, Blogger dermot said…

    Para mim, infelizmente, a Chan Marshall já deu o que tinha a dar :( Um caso em que a saúde deu cabo dela (o oposto da Amy Winehouse). Mas aposto que só a Dirty Delta Blues Band valeu todos os cêntimos do preço do bilhete, não?

     
  • At 2:30 da tarde, Blogger H. said…

    Já deu o que tinha a dar? Olhe que não, olhe que não ;)
    (eu fui lá para a ver a ela, a banda foi só um bom complemento!)

     
  • At 2:13 da tarde, Blogger dermot said…

    Para mim já deu. Desde que deixou de ser um ser errante e imprevisível, que os discos tornaram-se mais aborrecidos. Estou farto das versões. E este Jukebox podia ter sido feito por outra pessoa qualquer.
    Prefiro a Cat Power que há uns anos quase deu um concerto em Matosinhos.

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates