sexta-feira, fevereiro 23, 2007
Letters From Iwo Jima



Depois da falhada a abordagem americana do conflito de Iwo Jima, Eastwood regressou à "ilha das cinzas" para nos contar a história do lado japonês do conflito. Aquilo que imediatamente salta à vista é que estamos desta vez em território definitivamente Eastwoodiano quer em termos emocionais, quer em termos formais, onde apesar de todo o espectáculo de destruição, a sua câmara mantem-se quase sempre mais junta das personagens, arrancando momentos verdadeiramente marcantes. Nesse aspecto, o trabalho dos actores revela-se também fundamental, conseguindo estabelecer uma forte ligação de empatia com o espectador, estando Ken Watanabe e Kazunari Ninomiya - no fundo, os dois protagonistas principais - a um nível extraordinário e, em meu entender, merecedores de um pouco mais de atenção por parte da Academia de Hollywood, que os esqueceu entre as 4 nomeações conseguidas pelo filme.

Ainda que também recorrendo a flashbacks, tal como já acontecia com Flags of Our Fathers, eles revelam-se aqui bastante mais contidos, não atrapalhando o desenvolvimento da narrativa e, muito pelo contrário, conferindo novas camadas emocionais às personagens. E é precisamente quando se afasta das suas personagens principais, para se concentrar em alguns dos horrores da guerra, e pormenores de estratégia bélica que o filme perde algum do seu impacto, ainda que nunca de tal forma que deixe de nos interessar. Clint Eastwood é, escusado será dizê-lo, um realizador superior, e a força da sua câmara, aliada a essa tão especial forma de dirigir os seus actores e extrair-lhes doses imensas da mais pua humanidade fazem dele um caso único no cinema actual. Pessoalmente não consigo enquadrar Letters From Iwo Jima entre as suas obras-primas mas trata-se, efectivamente, de um grande filme, algo que na carreira do realizador, não constitui qualquer espécie de novidade. Que venha o próximo!

posted by Juom @ 12:33 da tarde  
2 Comments:
  • At 2:36 da tarde, Blogger P.R said…

    Pois... não consegues enquadrar mas devias :P Letters of Iwo Jima é um filme excepcional, merecedor de todos os elogios e, talvez, o melhor filme nomeado ao Óscar ;) Entao e hj? Labirinto do Fauno? ;)

     
  • At 5:28 da tarde, Blogger Paulo said…

    Não creio que se trate do melhor filme nomeado ao Óscar, nem sequer o melhor de Clint Eastwood, mas é sem dúvida uma belíssima obra cinematográfica. Ainda me falta ver "The Queen", mas até agora, não há um único filme mau entre os nomeados para Melhor Filme.

    Quanto ao "Fauno" irá ter de ficar para outras núpcias, uma vez que a sessão já está esgotadíssima. Ainda assim, devo marcar presença na última sessão do dia do Fantas.

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates