segunda-feira, janeiro 29, 2007
Grandes Momentos | Vivre Sa Vie

Há um momento em Vivre Sa Vie (e Vivre Sa Vie é um filme de muitos momentos) que é capaz de marcar profundamente uma experiência de vida cinéfila. É o momento em que Nana, a inigualável musa de Godard Anna Karina (ele teve mais, musas e mulheres, mas para mim será sempre Anna Karina), entra numa sala de cinema e assiste à Joana D’Arc de Carl Th. Dreyer. Ela vê a condenação à morte de Joana, e aquele instante é como que um anúncio do mal que a espera a ela. Ela chora, nesse plano cuja beleza nos esmaga. Certo que alguns de nós chorarão também. É demasiado forte, é demasiado belo, que se torna assombroso constatar o poder do cinema.

Para os que quiserem descobrir ou redescobrir Vivre Sa Vie, o filme será exibido na Gulbenkian, no ciclo “Como o Cinema Era Belo…”, dia 11 de Fevereiro às 18:30.
posted by H. @ 6:39 da tarde  
5 Comments:
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates