domingo, março 19, 2006
Ópera do Malandro

Terminaram ontem os espectáculos da Ópera do Malandro em Lisboa, que a partir de dia 10 de Março iluminaram o Coliseu dos Recreios. O musical em língua portuguesa de maior sucesso de sempre, como foi promovido, esteve pela segunda vez no nosso país, na sequência de muitos espectáculos esgotados no ano passado.
A obra, levada ao palco por Charles Möeller e Cláudio Botelho, é uma conjugação de canções inspiradas, teatro dramático, alguma comédia e muita crítica de costumes, cujas letras e músicas – muitas imortalizadas por diversas vozes ao longo de décadas - são da autoria de Chico Buarque, figura cimeira do panorama cultural brasileiro. Chico Buarque, que escreveu a Ópera do Malandro em 1978, ter-se-á baseado na Ópera dos mendigos (1728), de John Gay, e na Ópera de três vinténs (1928), de Bertolt Brecht e Kurt Weill.
A história de Max Overseas, o malandro sedutor do título, que se casa em segredo com Terezinha, a filha do seu rival Fernandes de Duran, e das peripécias e consequências daí advenientes é o plano central para um discurso em que a decadência e o glamour andam lado a lado. O mundo de Max e Duran é um submundo de marginais da Lapa do Rio de Janeiro dos anos 40, onde desfilam ladrões e prostitutas, onde há gritos e choros e tiros. Mas é um mundo colorido e cantante o que nos mostram, pleno de um realismo de linguagem aliado à composição artística das coreografias, cenários e canções, afinal um mosaico cultural elucidativo do Brasil.
Um Brasil subjugado pela ditadura militar que assim metaforicamente era criticado. Está lá a crítica ao capitalismo, à ambição, à repressão, à corrupção.
A qualidade vocal dos participantes era imensa, destacando-se Lucinha Lins como mãe de Terezinha e Fernando Eiras como Gini.
Contando com 20 actores, cantores e bailarinos e uma orquestra de 12 músicos tocando ao vivo, esta produção é já um caso ímpar de sucesso no Brasil e em Portugal, onde após Lisboa segue esta semana para o Porto.
Está também à venda um cd com os temas da peça, cantados pelos actores.

Classificação:
posted by H. @ 7:35 da tarde  
1 Comments:
  • At 9:11 da manhã, Blogger Hugo Alves said…

    A`"Ópera do Malandro" é daquelas encenações que podiam (e deviam) vir cá todos os meses. Absolutamente imprescindível! :)

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates