domingo, setembro 09, 2007
Grandes Momentos | In The Mood For Love

De todos os filmes que vi do senhor Wong Kar-Wai – todos deslumbrantes – talvez nenhum alcance a totalidade intocável de “In the Mood for Love”. A história é tão simples quanto a descoberta do amor entre um homem e uma mulher que percebem que os seus cônjuges têm um caso juntos. Mas o seu amor é contrariado pelos próprios, que não querem ser como eles. Podemos resumir este filme por estas linhas gerais? Claro que não. Porque o filme é construído pelos pormenores, pelas atmosferas, pelos silêncios musicais, os planos fascinados com as pessoas e os espaços, as sequências em câmara lenta, a fotografia que nos prova inequivocamente que foi para se fazerem coisas como estas que o cinema passou a ser a cores.
Maggie Cheung e Tony Leung aparecem-nos como o par mais elegante do cinema (basta atentar nesta sequência das escadas que escolhi para acompanhar o post) e a sua história de amor como uma das mais tristemente belas de sempre. Um filme para ver e rever e rever e amar com os olhos e com o coração.

posted by H. @ 7:39 da tarde  
6 Comments:
  • At 9:20 da tarde, Blogger Shinobi said…

    H.,

    sem dúvida, mas sem dúvida absolutamente nenhuma...

     
  • At 1:54 da tarde, Blogger Paulo said…

    Que graaaaande escolha :-D

     
  • At 2:21 da tarde, Blogger P.R said…

    É um facto! Parabéns H. :)

     
  • At 12:43 da tarde, Blogger Zito said…

    um filme perfeito ...
    o 2046 está quase lá, fica perto ....

     
  • At 6:23 da tarde, Blogger sonhadora said…

    Sim é verdade o k dizes.. é de facto uma história muito simples contada através dos promenores! Muito bom este Filme!Gostei muito e ja o vi e revi :)!
    Neste filme vi que o amor pode-se mostrar pelos pequenos promenores do nosso dia a dia :)!
    kisses

     
  • At 3:30 da manhã, Blogger Yan said…

    "(...)que percebem que os seus cônjuges têm um caso juntos."

    será que será verdade?! ou será que será uma interpretação pessoal partilhada por muitos? eu próprio ja partilhei dela, mas.. não há certeza, em parte alguma do filme. Não a há.

    Boas escritas, desejo-vos eu.

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates