terça-feira, março 10, 2009
Daldry e as sonoridades
The Reader é um objecto peculiar. Bons actores, excelente argumento e uma banda sonora que consegue enfatizar, e de que maneira, os momentos mais densos e pejados de emoção no filme. Stephen Daldry consegue três longas metragens de bastante qualidade e vai-se afirmando como um realizador de bons filmes, embora me pareça que Daldry sem som não seria Daldry.

Em Billy Elliot, sonoridades britânicas alternadas com alguma música clássica, naquele que é, senão um filme musical, algo muito próximo disso.

Em The Hours, o toque de Philip Glass a abrilhantar todos os momentos de intensidade dramática.

Em The Reader, Nico Muhly, esse génio musical que empresta qualidade a tudo o que faz.

Em Suma, Daldry consegue sempre bons actores, bons argumentos e excelentes bandas sonoras, embora naquilo em que se devia destacar (a realização) vá deixando algo a desejar...

Deixo-vos com dois vídeos: Um concerto de Muhly em que o mesmo interpreta a banda sonora de "The Reader" e um outro vídeo que tinha prometido há uns tempos e que apenas não tinha postado por ainda não se encontrar disponível.



posted by Ursdens @ 6:57 da tarde  
2 Comments:
  • At 9:03 da tarde, Blogger Izzi said…

    Gostei muito de ouvir este pedacinho da música Nico Muhly, compositor que desconhecia. Tenho de ouvir essa banda sonora, urgentemente! Assim, como o resto do seu trabalho. Muito interessante.

    *

     
  • At 6:17 da tarde, Blogger ikea said…

    .

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates