terça-feira, janeiro 06, 2009
Melbourne's burning?
Há muito que tinha falado aqui nos cut copy, para mim, uma das maiores revelações do ano, com o excelente "In ghost colours".

Se a cena dançante vai continuando a passar por aquilo a que alguns chamam "maximal" e outros "nu rave", entre tantos epítetos viáveis para designar aquilo que, pós-modernamente, já não é epitetável com um qualquer "ismo", resta-nos o conforto de este espírito "nu-rave" quebrar a monotonia de batidas minimais demasiado gastas e enfadonhamente decadentes... E já não é só Paris! Melbourne junta-se claramente às aventuras da cidade das luzes, com um som groovy e bem disposto.

A este propósito, recordo também os Midnight Juggernauts que, lembrando por vezes os Depeche Mode, passam bem a fronteira de um som opressivo, mescla vária do que já não tem estilo, apesar de ainda ser ligeiramente estilizado.

Albúm de estreia e único até à data: Dystopia (2007)

Fiquem com o tema Road To Recovery:

video
posted by Ursdens @ 11:25 da tarde  
0 Comments:
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates