quarta-feira, abril 19, 2006
Para quando?


Perdoem-me as palavras de revolta, mas as distribuidoras nacionais são um completo atentado à inteligência e bom-gosto de todos aqueles que gostam e apreciam cinema. Manderlay, o segundo capítulo da triologia de Lars Von Trier, estreado há quase um ano no Festival de Cannes já estreou em quase toda a Europa e até já esteve em exibição nos Estados Unidos (com Dogville, o filme estreou na terra do tio Sam um ano depois de estrear na Europa) mas Portugal aparece ser a excepção. Estando a sua estreia prevista para Novembro do ano passado, esta foi adiada para Dezembro mas o "milagre" não se verificou e agora o filme nem sequer está previsto estrear. A vergonha acentua-se quando há semanas em que estreiam oito (!!) filmes, muitos deles sem um pingo de interesse. Atenção, que não sou contra os blockbusters e as comédias românticas inconsequentes, pois estes são os géneros que chamam mais pessoas às salas do cinema. Agora, o que se exigiria é que isso fosse contrabalançado pelo dito de cinema de autor. Reconheço que a minha situação não é das piores, pois vivendo em Lisboa tenho maior facilidades no acesso à certos filmes, mas de facto o panorama actual neste âmbito é lamentável. Esta situação leva-nos quase irremediavelmente a outro ponto que é a pirataria. De facto, se todos os interesses e gostos fossem tidos em conta de certeza que não teríamos que sacar os filmes para os pudermos ver. Convenhamos, estamos a falar de cultura, e se querem proteger os direitos dos autores (o que é legítimo) respeitem também os direitos dos espectadores que apenas pedem que sejam respeitados.

Mais uma vez desculpem o desabafo, mas acredito que já todos sentiram o mesmo.
posted by P.R @ 11:26 da manhã  
4 Comments:
  • At 1:57 da tarde, Blogger H. said…

    É uma situação revoltante de facto. Eu é mais em relação ao último Terrence Malick, The New World, que tem sido constantemente adiado... A ver se em Maio (!!!) é de vez...

     
  • At 9:18 da tarde, Blogger inBluesY said…

    nunca rinha lido 'direitos dos espectadores' apenas tinha pensado e sentido tantas vezes e só tenho a dizer que Gostei, sim pq acato o dos autores, mas ninguém falo no outro lado...

    obrigada

     
  • At 9:55 da tarde, Blogger P.R said…

    h: sim, de facto o mesmo se passa com o The New World mas este, apesar dos adiamentos, apenas ficou concluído no início deste ano, enquanto que Manderlay já está pronto e já estreou em 2005.. Enfim, só nos resta esperar

    inbluesy: De facto, acho que os espectadores devem e merecem ser tratados com mais respeito, e situações onde se adiam filmes sem qualquer explicação devem ser extinguidas... De facto, se as idas aos cinemas têm diminuido cerca de 10% por ano, por alguma coisa é, e não me parece que seja só por razões económicas ;)

     
  • At 10:08 da manhã, Blogger nuno said…

    apesar de não igualar o impacto do dogville, vais gostar de certeza.

    cumprimentos a todos

     
Enviar um comentário
<< Home
 
 

takeabreak.mail@gmail.com
Previous Post
Archives
Cinema
>> Críticas
>> Filme do mês
>> Grandes Momentos
>> 10 Filmes de Sempre
>> Balanços
"Combates"
Críticas Externas
Música
>> Concertos
>> Discos
>> Sugestão Musical
>> Video da Semana
>> Outros
Teatro
TV
Literatura
Outros
Links
Affiliates